2ª noite da ECOFABE teve prosseguimento nesta terça-feira

Situação energética do Rio Grande do Sul e Captação e Usos Múltiplos da Água Pluvial na Agropecuária foram os temas abordados na segunda noite da 5ª ECOFABE, os quais tiveram como palestrantes o Engenheiro Florestal e Especialista em Direito Ambiental Fabrício Hoeltz Steffens da RGE vindo de Caxias do Sul e o Engenheiro Agrônomo Adilson Rezende -  do Escritório da EMATER de São Domingos do Sul. Segundo Fabrício, a matriz energética de nosso país tem como fonte as hidrelétricas com geração e consumo de 128 mil MW, já o Estado consome 14 mil MW e gera apenas 7mil MW, ou seja, precisa importar energia. Relacionou os principais tipos de energia, salientando que efetivamente produzimos 55% de fonte hídrica, 40%  eólica e 20% solar. Foram abordadas formas de economia de energia tanto nas residências quanto nas empresas reduzindo custos e recursos ambientais. Adilson enfatizou a importância de aproveitar a água da chuva, que pode ser realizada tanto na zona rural quanto urbana, pois o grande problema é a má distribuição de chuvas. No Brasil, a água é utilizada: 9% para abastecimento humano, 7% indústria, 72% agricultura e 11% pecuária. Precisamos, cada vez mais, utilizar com sabedoria este recurso natural, que, através de metodologias relativamente simples, como um filtro coletor de água de chuva, formado de diversas gramaturas de brita, manta e areia, vem dando excelentes resultados. Ambos os palestrantes salientaram que a preservação dos recursos naturais deve partir de cada cidadão e que toda ação é válida.