Desafios e perspectivas na cadeia produtiva da horticultura

     Esse foi o tema do painel realizado na FABE, dia 01 de dezembro, junto ao curso de Gestão em Agronegócio, na disciplina de Cadeias Produtivas do Agronegócio. As discussões foram conduzidas pelo assistente técnico regional da Emater, Ivan Guarienti.
     Foram abordados diversos temas que envolvem essa extensa cadeia produtiva, desde as questões antes da porteira, a produção em si e também a comercialização dos produtos. Essa é uma das cadeias produtivas que mais movimenta a economia brasileira, porém ainda possui pouco incentivo por parte do poder público.
      Observa-se que faltam empresas comerciais voltadas a produção de hortifrutigranjeiros e conhecimento técnico especializado na área da olericultura. Um dos principais motivos deve-se ao fato de que há um predomínio das cadeias produtivas de grãos na região. Contudo, há um leque de oportunidades, principalmente para pequenas propriedades rurais, uma vez que há um grande mercado consumidor, além da destinação de produtos para merenda escolar, para outros estados e também para exportação.

 

FABE, há 15 anos, em Marau, promovendo o conhecimento.

 

Agenda da Fabe

webgiz enade edital2013 webmail img incubadora politica descontos fies prouni